SPGspeAPEF

Newsletter
captcha 
FATORES ASSOCIADOS AO FÍGADO GORDO NÃO-ALCOÓLICO NA DOENÇA DE CROHN
Rodrigues S, Vieira-Brito N*, Lopes S, Macedo G

Existe uma associação entre lesão hepática e doença inflamatória intestinal (DII), no entanto a esteatose hepática não é considerada uma patologia comum e bem estudada nestes doentes.  Os objectivos deste estudo foram estabelecer a prevalência da esteatose hepática na Doença de Crohn (DC) e comparar os doentes com ou sem esteatose hepática para identificar diferenças nos grupos.

RECIDIVA HEMORRÁGICA E MORTALIDADE NA PROFILAXIA SECUNDÁRIA DA ROTURA DE VARIZES ESOFÁGICAS: LAQUEAÇÃO ELÁSTICA VS. TERAPÊUTICA COMBINADA
Branco JC, , Anapaz V, Cardoso M, Lourenço L, Carvalho R, Alberto SF, Martins A, Reis J

Na profilaxia secundária da rotura de varizes esofágicas(RVE) é recomendado como terapêutica de primeira linha o uso combinado de laqueação elástica(LE) e beta-bloqueantes(BB). Os resultados benéficos na prevenção da recidiva hemorrágica estão bem estabelecidos; no entanto, o efeito na mortalidade é controverso. Propusemo-nos a avaliar o efeito na recidiva e mortalidade dos doentes submetidos a terapêutica combinada vs.LE.

EFICÁCIA DA TERAPÊUTICA COM SOFOSBUVIR/LEDIPASVIR+RIBAVIRINA OU SOFOSBUVIR+RIBAVIRINA NA HEPATITE C GENÓTIPO 3
Andrade P, Cardoso H, Lopes S, Vale AM, Rodrigues S, Gonçalves R, Pereira P, Albuquerque A, Monteiro F, Araújo F, Macedo G

A eficácia da terapêutica com sofosbuvir+ribavirina ou com a associação sofosbuvir/ledipasvir (SOF/LDV)+ribavirina é subóptima e não está recomendada como opção inicial no tratamento dos doentes genótipo 3. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia da terapêutica com SOF+ribavirina ou com a associação SOF/LDV+ribavirina em doentes com hepatite C genótipo 3.

ALTERAÇÕES DO PERFIL LIPÍDICO COM O TRATAMENTO DA HEPATITE C COM ANTIVÍRICOS DIRECTOS
Silva M.J., Capela T., Loureiro R., Borges V., Bernardes C., Russo P., Calinas F.

A infecção crónica pelo vírus da hepatite C (VHC) está associada a alterações do metabolismo lipídico intra-hepatocitário e do padrão de lipoproteínas circulantes.Pretende-se avaliar o impacto do tratamento da hepatite C com antivíricos de acção directa sem interferão (AD) no perfil lipídico sérico.

INCIDÊNCIA E FACTORES PREDITORES DE RECIDIVA HEMORRÁGICA EM DOENTES SUBMETIDOS A LAQUEAÇÃO ELÁSTICA COM ROTURA DE VARIZES ESOFÁGICAS
Lopes A. V., Branco J., Carvalho R., Martins A., Alberto S., Santos L., Reis J.

Está descrita na literatura a associação entre a recidiva hemorrágica (RH) e o número de elásticos usados na laqueação elástica de varizes (LEVE). Pretendemos analisar a RH após LEVE e a influência do número de elásticos colocados na primeira endoscopia alta (EDA). Os objectivos secundários foram analisar a correlação entre a RH com o uso de inibidores da bomba de protões (IBP), beta-bloqueantes (BB) e a classificação de Child pugh Turcotte(CPT) e MELD.

QUANTIFICAÇÃO DO ANTIGÉNIO HBS NO TRATAMENTO DA HEPATITE B CRÓNICA COM ANÁLOGOS - QUAL A RELEVÂNCIA?
Capela T1, Silva MJ1, Côrte-Real R2, Russo P1, Mocanu I1, Calinas F1, 1- Serviço de Gastrenterologia do HSAC, CHLC, 2- Serviço de Patologia Clínica do HSAC. CHLC

A variação e a relevância dos níveis de antigénio HBs (qAgHbs) durante terapêutica com análogos dos nucleós(t)idos (NA) não está bem estabelecida. Pretende-se avaliar a variação de qAgHBs em doentes com hepatite B crónica sob NA e carga viral indetectável.

HEPATITIS B ACUTE LIVER FAILURE REACTIVATION DUE TO CHEMOTHERAPY OR IMMUNOSUPPRESSION: A MULTICENTER COHORT ANALYSIS
Queirós P., Eusébio M., Antunes A.G., Vaz A.M., Gago T., Roseira J., Velasco F., Guerreiro H.

O grau de fibrose hepática é determinante para definir o tratamento e vigilância da doença hepática crónica (DHC). A biópsia hepática é o método de eleição na sua determinação mas métodos não invasivos têm apresentado resultados promissores. Este estudo pretende avaliar o desempenho do ARFI comparado com scores de fibrose baseados em marcadores séricos e ecográficos.

PREDIÇÃO DE MORTALIDADE INTRA-HOSPITALAR DE HEMORRAGIA AGUDA POR ROTURA DE VARIZES ESOFAGOGÁSTRICAS EM CIRRÓTICOS: QUAL O MELHOR SCORE?
Monteiro S (1), Cúrdia Gonçalves T (1), Magalhães J (1), Boal Carvalho P (1), Marinho C (1), Cotter J (1,2,3)

De acordo com o Consenso de Baveno VI, os principais preditores de mortalidade às 6 semanas em doentes com hemorragia aguda por varizes esofagogástricas são: classe C do score Child-Pugh, updated MELD score e falência na hemóstase primária. O objetivo foi avaliar a acuidade do MELD score em predizer a mortalidade intra-hospitalar de doentes cirróticos admitidos por hemorragia por varizes esofagogástricas (HVEG) e comparar com outros scores: Child-Pugh, MELDNa, United Kingdom End-Stage Liver Disease (UKELD), MELD to serum sodium ratio (MESO), integrated MELD (iMELD) e updated MELD.

TERAPÊUTICA COM SOFOSBUVIR-LEDIPASVIR: FACTORES PREDITORES DE RESPOSTA VIRAL SUSTENTADA
Túlio M., Carvalho L., Marques S., Rodrigues J., Carmo J., Costa P, Herculano R, Augusto F., Barreiro P., Bispo M., Bana e Costa T., Lebre L., Peixe P., Chagas C.

A terapêutica com novos antivirais de ação direta veio revolucionar o tratamento da hepatite C crónica (VHC), permitindo alcançar uma resposta virológica sustentada (RVS) na maioria dos doentes.

MOLECULAR ADSORBENT RECIRCULATING SYSTEM - EXPERIÊNCIA DE UMA UNIDADE DE CUIDADOS INTENSIVOS
Borges V., Castela J., Bernardes C., Fortuna P., Marcelino P., Bento L.

O Molecular Adsorbent Recirculating System (MARS) é uma técnica artificial de depuração hepática que tem vindo a ser utilizado como terapêutica promissora na abordagem da falência hepática.

Pesquisa

Ano

Título

Autores

Termos

Tipo de Comunicação