SPGspeAPEF

Newsletter
captcha 
O PAPEL DA VIA DE SINALIZAÇÃO MEK5/ERK5 NAS CÉLULAS ESTAMINAIS DE CANCRO DO CÓLON
Pereira D. M., Gomes S. E., Simões A. E. S., Castro R. E., Borralho P. M., Rodrigues C. M. P.

As células estaminais cancerígenas são reconhecidas como o reservatório de células responsável pelos processos de desenvolvimento tumoral, metastização e resistência à terapia. Demonstrámos recentemente que a ERK5 se encontra sobre-expressa em tumores do cólon, correlacionando-se com a progressão da doença, e que a inibição desta cinase promove as propriedades antitumorais do 5-fluorouracilo, em tumores xenografos de cancro do cólon. No presente estudo pretendemos avaliar a contribuição da via MEK5/ERK5 na regulação das propriedades das células estaminais de cancro do cólon.

PAPEL DO MIRNA-145 NAS PROPRIEDADES DE CÉLULAS DE CANCRO DO CÓLON TIPO ESTAMINAL
Gomes S.E., Pereira D.M., Simões A.E.S., Castro R.E., Borralho P.M., Rodrigues C.P.M.

As células estaminais cancerígenas (CECs) são uma subpopulação de células tumorais responsáveis pela iniciação e manutenção de tumores, resistência à terapia e recorrência. O miR-145 apresenta expressão diminuída em tumores do cólon e está envolvido no crescimento tumoral e resistência à terapêutica, modulando propriedades de CECs de cancro da próstata e pulmão. No presente estudo, pretendemos avaliar o papel do miR-145 na regulação do potencial de autorrenovação e diferenciação de células de cancro do cólon tipo estaminal.

Pesquisa

Ano

Título

Autores

Termos

Tipo de Comunicação