Login

Newsletter
captcha 
Combinação entre células estaminais e cirurgia é “a nova esperança de atingir novas taxas de cicatrização, mantida a longo prazo”
sexta, 31 maio 2019 23:35

Combinação entre células estaminais e cirurgia é “a nova esperança de atingir novas taxas de cicatrização, mantida a longo prazo”

O Dr. Jaime Ramos, especialista do Centro Hospitalar de Lisboa Central (CHLC), abordou durante a Semana Digestiva 2019 os “Avanços no tratamento da doença de Crohn perianal”, um envolvimento “frequente e de mau prognóstico, que devemos tratar precoce e adequadamente”. Em entrevista à News Farma, o especialista resumiu os principais tópicos da sua palestra. Assista ao vídeo.

Depois de salientar a míriade de terapêuticas desenvolvidas até então para o tratamento desta patologia – nomeadamente cirurgia e terapêutica farmacológica – o especialista salientou que, apesar de apresentarem alguma eficácia, “estas não alcançam uma taxa de resposta e de cicatrização ideal para estes doentes”, ou “não perduram ao longo do tempo”.

Focando as novas estratégias terapêuticas para a otimização e aumento da resposta, o gastrenterologista sublinhou o que considera ser um grande avanço: a utilização de células estaminais.

“A sua utilização na doença perianal traz a esperança de se atingir novas taxas de cicatrização mantida a longo prazo, em combinação com a cirurgia”, afirmou, acrescentando que a taxa de resposta com esta combinação “é superior e com baixa taxa de recidiva nos doentes que respondem à terapêutica”.

Não obstante, salienta que “temos que continuar a investigar e a procurar outras alternativas e otimizar esta alternativa que temos neste momento”, concluiu o Dr. Jaime Ramos.

Vídeo

Veja Também