Login

Newsletter
captcha 
Rastreio do cancro gástrico em Portugal: possibilidades e dificuldades
quinta, 21 junho 2018 17:51

Rastreio do cancro gástrico em Portugal: possibilidades e dificuldades

Sendo verdade que o cancro gástrico se associa a um mau prognóstico quando diagnosticado tardiamente, impõe-se a discussão sobre a utilidade e necessidade da instituição de rastreios a esta patologia oncológica em Portugal. O Dr. Miguel Areia, do IPO de Coimbra, procurou elucidar os participantes da Semana Digestiva 2018 quanto a esta questão e, no final da sua intervenção, enquadrada na conferência “O novo protagonismo do Helicobacter pylori”, partilhou a sua posição com a News Farma.

No contexto do cancro digestivo, o cancro do estômago aparece imediatamente após o cancro colorretal em termos de incidência na população e também gravidade. Com base num estudo realizado em Portugal, o Dr. Miguel Areia admite que "faz sentido fazer o rastreio do cancro gástrico por endoscopia num contexto específico, ou seja, juntando este exame à colonoscopia que o doente irá fazer" para despiste de cancro colorral, de cinco em cinco anos.

Questionado sobre as dificuldades que podem existir na concretização desta ideia, o Dr. Miguel Areia admite que a endoscopia, por ser um exame minimamente invasivo, nem sempre é tolerada por todos os doentes e, por esse motivo, é necessária anestesia. Um procedimento que não é comparticipado pelo Estado e que, por essa razão, pode condicionar a realização do exame de diagnóstico.

Vídeo

Veja Também

  • APEF aposta no rejuvenescimento, envolvimento de outras sociedades e internacionalização do conhecimento português
    2019-06-05 15:07:51
    APEF aposta no rejuvenescimento, envolvimento de outras sociedades e internacionalização do conhecimento português

    O Dr. Filipe Calinas assumiu a presidência da Associação Portuguesa para o Estudo do Fígado (APEF), para o triénio 2019-2021, no passado mês de março. Em entrevista à News Farma, o especialista revela os “três pilares” que pretende juntar na sociedade científica, que agora lidera. Assista ao vídeo.

  • Hepatite C: “temos que aumentar o diagnóstico e o rastreio”
    2019-06-01 09:10:56
    Hepatite C: “temos que aumentar o diagnóstico e o rastreio”

    “O aumento do rastreio e do diagnóstico da hepatite C é uma necessidade urgente". O alerta foi dado pela Dr.ª Mónica Sousa, numa sessão dedicada às hepatites, decorrida na Semana Digestiva 2019. Segundo a médica do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, a hepatite C “pode não representar um problema agora, mas será, com toda a certeza, daqui a 10 ou 20 anos”. Em entrevista à News Farma, a especialista sintetizou em vídeo as principais mensagens da sua apresentação.

  • Rastreio ao esófago de Barrett faz sentido?
    2019-05-31 00:11:07
    Rastreio ao esófago de Barrett faz sentido?

    “O rastreio ao esófago de Barrett faz todo o sentido”. Quem o diz é a Dr.ª Joana Castela, depois de listar e explicar as vantagens e desvantagens do rastreio. No entanto, e de acordo com a especialista do Instituto Português de Oncologia de Lisboa (IPO Lisboa), o processo de deteção da patologia só fará sentido quando realizado a partir de outros métodos, ditos alternativos. Assista ao vídeo da entrevista.