Login

Newsletter
captcha 
Passado, presente e futuro da endoscopia digestiva
quarta, 29 março 2017 10:43

Passado, presente e futuro da endoscopia digestiva

A Sociedade Portuguesa de Endoscopia Digestiva (SPED) organiza o Curso Pós-Graduado em "Imagem Endoscópica Avançada", que terá lugar no primeiro dia da Semana Digestiva 2017.

O Prof. Doutor António Dias Pereira partilha os objetivos deste Curso, que pretende convidar novas e velhas gerações de gastrenterologistas e endoscopistas a olhar o futuro desta prática clínica.

Vídeo

Veja Também

  • Semana Digestiva: “É um momento muito importante para os gastrenterologistas”
    2020-10-28 16:47:00
    Semana Digestiva: “É um momento muito importante para os gastrenterologistas”

    “Se, por um lado, o online facilita várias coisas, traz também alguma saturação em alguns meios, mas temos muita esperança de que o evento corra bem”. Esta é a expectativa que o presidente da Sociedade Portuguesa de Endoscopia Digestiva (SPED), Prof. Doutor Miguel Areia tem em relação à realização da Semana Digestiva em formato totalmente digital. Em entrevista à News Farma falou sobre o novo programa do evento e quais as novidades que vão existir. Assista ao vídeo.

  • Prof. Doutor Miguel Areia assume presidência da SPED: “honra, orgulho e responsabilidade”
    2019-06-05 15:18:52
    Prof. Doutor Miguel Areia assume presidência da SPED: “honra, orgulho e responsabilidade”

    “É com grande honra, orgulho e, acima de tudo, responsabilidade” que o Prof. Doutor Miguel Areia assume a presidência da Sociedade Portuguesa de Endoscopia Digestiva (SPED). Em entrevista à News Farma, o também investigador no iGO: Avaliação de Tecnologias em Oncologia Gastrointestinal, no Porto, esclarece os objetivos que pretende atingir na sociedade científica. Assista ao vídeo da entrevista.

  • Balão intragástrico: deve ou não ser utilizado no tratamento da obesidade?
    2019-05-30 18:12:31
    Balão intragástrico: deve ou não ser utilizado no tratamento da obesidade?

    Sob o tema “Endoscopia digestiva no tratamento da obesidade”, a Dr.ª Luísa Proença apresentou um dos métodos mais utilizados nos anos 90 e início do segundo milénio, mas que, atualmente, não parece ser o mais adequado “pela sua falta de eficácia a longo prazo”. Chama-se balão intragástrico e voltou a ser uma opção para os médicos, aquando da seleção terapêutica para combater a obesidade. Assista ao vídeo.